terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Vitaminas do complexo B



As vitaminas do complexo B recebe como função a renovação das células e pela produção da energia que o organismo usa para se manter ativo. São estas vitaminas que também garantem a saúde do sistema nervoso, da pele, dos cabelos e do intestino.
Estas vitaminas não são produzidas em quantidades suficientes pelo corpo humano, sendo assim necessário obtê-lo de fontes externas, como alimentos e suplementos. 
A primeira integrante conhecida do complexo B foi à tiamina. Ela foi descoberta pelo químico polonês Casimir Funk em 1912, quando viu que ela seria capaz de prevenir a beribéri, uma doença caracterizada por inflamações, lesões degenerativas dos nervos e outros sintomas no sistema digestivo e no coração. Posteriormente, a tiamina recebeu o nome de vitamina B1.
Logo após, foram descobertos outras vitaminas  hidrossolúveis do mesmo gênero e classificados como o complexo vitamínico B.
As vitaminas do complexo B são muito importantes para o metabolismo, participando na construção ou na quebra de macromoléculas como os carboidratos (açúcares), proteínas e gorduras.
Principais funções das vitaminas do complexo B:
Vitamina B1 (Tiamina): participa no metabolismo de aminoácidos e carboidratos e na iniciação do impulso nervoso;
A vitamina B1 pode ser obtida dos seguintes alimentos:
  • Espinafre
  • Couve
  • Gérmen de trigo
  • Feijão
  • Cereais integrais
Vitamina B2 (Riboflavina): essencial para o metabolismo celular, produção de energia, respiração celular e processos oxidativos;

As fontes de vitamina B2 são:

·         Arroz selvagem
·         Couve-de-Bruxelas
·         Amêndoas
·         Espinafre
Vitamina B3 (Niacina): atuam no metabolismo e produção de ácidos graxos, proteínas e carboidratos;
Fontes de vitamina B3:
·         Feijão
·         Verduras
·         Levedura
Vitamina B5 (Ácido pantotênico): fundamental para o metabolismo de algumas moléculas como os esteroides, colesterol, ácidos graxos, aminoácidos, proteínas, vitaminas A e D.

Fontes ricas de vitamina B5:

·         Legumes
·         Abacate
·         Iogurtes em geral
Vitamina B6 (Piridoxina): participa no metabolismo de aminoácidos, glicose, neurotransmissores, hormônios esteroides e no sistema imunológico;

Alimentos fontes de vitamina B6:

·         Sementes de girassol
·         Arroz
·         Cenoura
·         Lentilhas
Vitamina B8 (Biotina): essencial para a construção de moléculas de gordura (colesterol), glicose, aminoácidos (proteínas) e metabolismo energético das células;

Fontes de vitamina B8:

·         Batata
·         Couve-flor
·         Levedura
·         Nozes
·         Cevada
Vitamina B9 (Ácido fólico): extremamente importante para a produção de DNA e RNA e na renovação celular. Costuma ser prescrito pelos médicos 3 meses antes da gestação e durante as primeiras 12 semanas de gestação para favorecer a formação de novas células no feto e prevenir mal formações do tubo neural;

Fontes de vitamina B9:

·         Feijão
·         Beterraba
·         Aspargo
·         Legumes verdes com tom escuro
Vitamina B12 (Cobalamina): essencial no catabolismo das gorduras, formação dos glóbulos vermelhos do sangue e manutenção dos neurônios.

Fontes de vitamina B12:

·         Carne suína ou bovina
·         Ovos
·         Leite
·         Peixes

Deficiência de vitaminas do complexo B

Todas as vitaminas que compõem o complexo B são indispensáveis para o nosso corpo, no desempenho de funções orgânicas essenciais não apenas para a nossa saúde, como para a manutenção da nossa vida. São importantes para nosso sistema neurológico, imunológico, para a absorção eficiente de nutrientes - glicose, ácidos graxos essenciais e aminoácidos.
Sua falta resulta em sintomas muitas vezes difíceis de associar a uma deficiência, ou desequilíbrio, deste complexo vitamínico.

Vejamos alguns sintomas que podem indicar deficiência de vitaminas do complexo B: cansaço; irritabilidade; inflamações bucais; formigamentos nos pés e nas mãos (extremidades); dores de cabeça; dores abdominais; diarreia; gases; perda de peso, sono fora de hora; alergias; problemas de pele; depressão; náuseas; tremores; cãibras; confusão mental; vertigem; dificuldade de concentração; dificuldade para engravidar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário